sábado, março 05, 2011

sexo porco

Fónix que eu ando mesmo na preguicite aguda!... Há já dias que ando para escrever aqui sobre três assuntos e não há maneira de deitar mãos à obra, que o mesmo é dizer que me fogem os dedos para longe das teclas e a cabeça, fina com'ó alho, sempre a sussurrar-me «amanhã tratas disso».

Pois! Só que esse amanhã nunca mais chega!...

Os temas que quero aqui tratar, calculem, são daqueles que eu mais adoro: extremamente sexuais e sexualmente porcos!

1.
Uma gaja, em Viseu, foi atacada por quatro brasileiros e, como desatou a gritar e se negou à desejada violação, os gajos cagaram nela pura e simplesmente

2.
Não sei onde, mas talvez em Lisboa, um polícia matou um colega seu com uma «glock», quando - imaginem a ironia»! - fazia os «procedimentos de segurança» com a arma

3.
O sucateiro Manuel Godinho foi posto em liberdade, após o termo da «prisão preventiva» a que tinha sido sujeito

E agora, certamente, perguntar-me-ão os meus queridos e fieis Leitores: mas o que raio têm a ver os dois assuntos últimos com a porca sexualidade prometida ao início do texto? Bem... se pensarmos correctamente, os dois últimos temas ainda são mais sexuais do que o primeiro, e explico a razão já de seguida. 

No primeiro item, o da gaja, a verdade é que nem sexo houve: segundo as notícias dos jornais, a gaja esperneou, gritou que nem uma endemoninhada, e os «brasucas» cagaram e andaram do alto da sua ferida masculinidade.

Nos 2º e 3º ítens é que de facto houve sexo e sexo muito porco! Um polícia, nos tais «procedimentos de segurança» - desculpem, mas eu cago-me a rir com esta designação! - , fodeu o parceiro sem contemplações e remeteu-o directamente para o cemitério sem mesmo passar pela morgue!... 


Nunca fui à tropa e odeio armas, mas, talvez por isso, conheço-as razoavelmente bem: é preciso ter medo do que nos pode fazer mal para melhor nos defendermos, acho eu. Portanto, isto é apenas para dizer que uma arma nunca se aponta para ninguém a não ser para disparar e matar. Quando se verifica uma arma o cano deve manter-se virado para o chão e não se põe o dedo no gatilho. E já agora, a talhe de foice, a «glock» (do engº Gaston Glock)é, «apenas», a arma considerada «a mais segura do mundo» e/ou «a melhor do mundo». 

Finalmente, no derradeiro item, o do Manuel Godinho, o sexo é ainda mais porco: o famoso sucateiro é preso por alegadamente corromper uns políticos; os políticos, como sempre, mandam foder a lei e continuam por aí  «impálidos» e serenos; e a nossa Justiça - também como habitualmente! - não consegue fechar as tramitações em tempo útil e deixa que a prisão preventiva chegue ao seu termo e que o arguido saia em liberdade.

Ora, se isto não é sexo e sexo mesmo porco, olhem, sinceramente, não sei o que será...!

Sem comentários: